quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Análise sumária do jogo S.C.E.Bombarralense 3X0 G.D.P.

 Na minha opinião a nossa vitória foi justa porque dominámos o jogo na maior parte do tempo e criámos mais situações de golo que o adversário.
 As minhas jogadoras começaram o jogo algo desconcentradas/nervosas, o que fez com que uma jogadora da equipa adversária se isolasse. Neste periodo inicial cometemos alguns erros falhando passes e perdendo bolas no meio-campo. Posteriormente, a nossa médio centro (Patrícia) começou a "pegar" no jogo, dando tranquilidade à equipa. A nossa central (Denise) também começou a acertar na marcação e a sair a jogar muito bem em transição, tranquilizando a equipa. A partir deste momento começamos a conseguir fazer chegar jogo à nossa avançada (Maria) e a cometer menos erros, o que fez com que criássemos uma série de oportunidades de golo. O 1º golo, que foi um hino ao futebol feminino, surgiu com naturalidade assim como o segundo. No inicio da 2ª parte, as jogadoras do Bombarralense entraram no jogo algo desconcentradas, novamente, o que fez com que a equipa adversária rematasse uma bola à barra. Na 2ª parte, em termos posicionais a nossa equipa cometeu algumas falhas, o que explica a exibição menos boa comparando com a exibição da 1ª parte. No entanto, voltámos a criar mais oportunidades de golo fruto da qualiadade individual que possuímos. O terceiro golo surgiu de uma jogada do nosso corredor direito, ao contrário dos dois primeiros que surgiram do corredor central.
 Tendo em conta, as oportunidades de golo (nossas e do adversário), o resultado e tendo em conta que foi o primeiro jogo que fizémos (ainda para mais num sistema de jogo nunca testado na época passada), fiquei muito contente com a exibição. É ainda pertinente referir a atitude "guerreira" da equipa ao longo de todo o jogo.

P.S. No artigo refiro individualidades, mas é de salientar que a equipa está sempre em primeiro lugar, só no enquadramenro colectivo (plano emocional, físico e táctico-tecnico) faz sentido referir individualidades

O treinador, Miguel Caetano

Sem comentários:

Publicar um comentário